31 2552-4580       rodrigosilva@uol.com.br
6 aplicações da HIPEC, ou Quimioterapia Hipertérmica Intraperitoneal que você precisa conhecer

6 aplicações da HIPEC, ou Quimioterapia Hipertérmica Intraperitoneal que você precisa conhecer

HIPEC é a sigla em inglês para Quimioterapia Hipertérmica Intraperitoneal, uma técnica de tratamento que tem ganhado destaque na luta contra certos tipos de câncer abdominal. Especialmente eficaz para casos onde o câncer está localizado dentro do peritônio, o procedimento combina a cirurgia citorredutora com a quimioterapia térmica para maximizar a eficácia do tratamento.

A cirurgia citorredutora visa remover o máximo possível do tumor, tornando o tratamento quimioterápico subsequente mais eficaz. O objetivo é deixar para trás o mínimo de células cancerígenas, que serão então alvo da HIPEC.

Os cânceres mais frequentemente tratados com HIPEC incluem câncer peritoneal, mesotelioma, câncer de ovário, câncer de cólon e câncer gástrico. Cada tipo de câncer tem suas próprias particularidades que influenciam a decisão de usar a HIPEC como tratamento.

Mas afinal, o que é a HIPEC e quando ela é recomendada?

A HIPEC é uma forma de quimioterapia administrada diretamente no abdômen e é aquecida para aumentar sua eficácia. Diferentemente da quimioterapia convencional, que é administrada intravenosamente e circula por todo o corpo, a HIPEC permite uma administração localizada do medicamento.

A aplicação de HIPEC é comumente recomendada para as neoplasias na região abdominal, sendo bastante utilizada em casos do câncer colorretal. Ela é especialmente eficaz para cânceres que estão localizados e não se espalharam para outros órgãos.

A Aplicação da HIPEC

A aplicação é realizada logo após a cirurgia citorredutora. Após a cirurgia, a solução de quimioterapia aquecida é circulada pelo abdômen do paciente durante um período que pode variar de 60 a 120 minutos.

Os principais benefícios da HIPEC incluem a sua capacidade de tratar eficazmente o câncer localizado no abdômen com menos efeitos colaterais sistêmicos quando comparado à quimioterapia convencional. No entanto, como qualquer procedimento médico invasivo, a HIPEC apresenta riscos, incluindo infecção, sangramento e complicações relacionadas à anestesia.

Recidivas e Tratamento Adicional

Em casos de recidiva, onde o câncer retorna após o tratamento, a HIPEC pode ser uma opção a ser reconsiderada em conjunto com outras abordagens terapêuticas, sempre dependendo do tipo de câncer e da condição do paciente.

6 Beneficios da HIPEC

Tratamento Localizado: a HIPEC é um tratamento que direciona a quimioterapia diretamente para a cavidade abdominal, onde o câncer peritoneal se desenvolve. Isso permite a administração de altas doses de quimioterapia no local do tumor.

Maior Eficácia: a quimioterapia é administrada em uma temperatura elevada, que ajuda a melhorar a penetração das drogas nas células cancerígenas, tornando o tratamento mais eficaz.

Redução de Efeitos Colaterais: como a quimioterapia é direcionada para a cavidade abdominal, a exposição de outras partes do corpo a essas substâncias é minimizada, reduzindo os efeitos colaterais que geralmente estão associados à quimioterapia convencional.

Tratamento Complementar: a HIPEC pode ser usada em combinação com cirurgia para remover tumores visíveis. Isso permite que o tratamento ataque não apenas as células cancerigenas visíveis, mas também as microlesões que podem não ser visíveis durante a cirurgia.

Maior Taxa de Sobrevida: estudos têm demonstrado que a HIPEC pode melhorar as taxas de sobrevida em pacientes com câncer peritoneal em comparação com tratamentos convencionais. Isso se deve à ação direcionada da quimioterapia e à capacidade de tratar doença residual.

Melhoria na Qualidade de Vida: a HIPEC pode ajudar a controlar ou reduzir a disseminação do câncer peritoneal, aliviando sintomas como dor abdominal, distensão e desconforto, melhorando a qualidade de vida dos pacientes.

É importante observar que a HIPEC é um tratamento especializado e nem sempre é adequado para todos os pacientes. Porém, oferece uma nova linha de tratamento para aqueles pacientes que anteriormente tinham opções limitadas. A decisão de usar a HIPEC deve ser feita em consulta com um oncologista e um coloproctologista, levando em consideração o estágio e o tipo de câncer de cada paciente.

Fechar Menu
× Como posso te ajudar?