31 2552-4580       rodrigosilva@uol.com.br
Quais as diferenças entre o câncer de peritônio e os demais tipos de câncer

Quais as diferenças entre o câncer de peritônio e os demais tipos de câncer

O câncer de peritônio é um tipo raro de câncer que se desenvolve na fina membrana que reveste o abdômen e envolve os órgãos abdominais. 

Por se tratar de um câncer muito parecido com o câncer de ovário, o tratamento das duas doenças é muito semelhante, já que esses órgãos são compostos basicamente de células epiteliais. O câncer de peritônio atinge em sua grande maioria as mulheres em idade avançada, cerca de 70% dos casos, depois do período da menopausa.

Como o câncer de peritônio surge

O câncer de peritônio começa com o crescimento desordenado das células do peritônio, formando um tumor. Esse tipo de câncer é considerado primário quando se origina no próprio peritônio, e secundário, em caso de metástase do câncer que se originou em outros órgãos.

Diferenças entre Câncer de Peritônio e Câncer Intestinal

É essencial distinguir o câncer de peritônio do câncer intestinal. Embora ambos possam afetar a região abdominal, o câncer intestinal ocorre no revestimento interno do intestino grosso ou delgado. Eles são tratados de maneira diferente e têm prognósticos distintos. 

Além disso, os sintomas podem variar, mesmo que haja algumas semelhanças, como dor abdominal e problemas digestivos. Os sintomas mais comuns do câncer de peritônio incluem dor abdominal persistente, inchaço abdominal, perda de peso não explicada e mudanças nos hábitos intestinais. Já o câncer intestinal afeta o trato gastrointestinal, incluindo o cólon e o reto. Seus sintomas frequentemente incluem sangramento retal, mudanças nos movimentos intestinais, dor abdominal, fadiga e perda de peso. 

Outros tipos de câncer abdominais

Outros cânceres que podem ser confundidos com o câncer peritoneal incluem o câncer de estômago e cânceres que sofrem metástase, podendo atingir  o peritônio a partir de outros locais. Estes são diferentes do câncer peritoneal primário, que tem origem no próprio peritônio.

Detecção e diagnóstico

A detecção precoce é fundamental para o tratamento eficaz do câncer de peritônio. Exames como tomografia computadorizada, ressonância magnética e biópsias são frequentemente usados para o diagnóstico. Os sintomas muitas vezes podem ser vagos e facilmente confundidos com outras condições, tornando o diagnóstico precoce um desafio. Quanto mais rápida a doença for diagnosticada, melhores as chances para o paciente e tratamentos menos invasivos. 

Tratamento

O tratamento para o câncer de peritônio geralmente envolve uma combinação de cirurgia para remover o máximo possível do tumor e quimioterapia para matar as células cancerosas remanescentes. Em alguns casos, pode ser feita uma quimioterapia intraperitoneal, que aplica o medicamento diretamente na área afetada.

Prognóstico

O prognóstico do câncer de peritônio varia de acordo com vários fatores, incluindo o estágio em que o câncer é detectado e a eficácia do tratamento. Quando detectado precocemente, as chances de sucesso no tratamento são significativamente mais elevadas.

É possível prevenir o câncer de peritônio?

A prevenção do câncer de peritônio é difícil devido à sua raridade e à falta de causas bem definidas. No entanto, evitar fatores de risco conhecidos para outros tipos de câncer, como tabagismo e obesidade, pode ajudar na prevenção. 

É importante também que o paciente faça sempre os exames regulares e check-ups, que podem auxiliar na detecção precoce, não só do câncer de peritônio, como também de outras doenças do trato gastrointestinal. Se você tem mais de 40 anos ou apresenta sintomas persistentes na região abdominal, não se esqueça de incluir o coloproctologista em suas consultas de rotina. 

Fechar Menu